Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Serpro apresenta proposta de sistema de registro para Juntas

Notícias

Serpro apresenta proposta de sistema de registro para Juntas

Oficina do Sistema de Registro Empresarial contou com representantes de Juntas Comerciais de todo o Brasil

publicado: 14/12/2016 15h01 última modificação: 14/12/2016 15h04

O Departamento de Registro Empresarial e Integração (DREI) assumindo o compromisso de dar transparência às ações em desenvolvimento por ele conduzidas convidou todas as Juntas Comerciais para evento realizado no auditório do Palácio do Planalto em Brasília, na última quinta-feira (08), no qual o Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) apresentou proposta de um sistema informatizado de registro empresarial.

Esta proposta nasceu como resultado de parceria entre a Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (FENACON), Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE). Contudo, considerando alteração na proposta inicialmente formulada, o SERPRO assumiria a gestão e a propriedade do sistema, passando a prestar o serviço diretamente a cada uma das Juntas interessadas.

Na abertura dos trabalhos, Conrado Fernandes, diretor do DREI, destacou a importância da compreensão da seriedade envolvida no processo de mudança de sistema. “Temos que planejar sua governança, liderança, desenvolvimento, prioridades, fontes de custeio e manutenção, parceiros interessados, usuários, enfim, o sistema vai materializar e dar uma dinâmica digital para um processo e uma coordenação de diversos fatores e atores, ou seja, não podemos pensar só no que o sistema faz, mas em como ele será conduzido” afirmou.

O diretor reforçou, ainda, que o SERPRO estava naquela oportunidade se apresentando como expositor de solução de registro informatizado, devendo cada Junta Comercial avaliar se a proposta atende suas necessidades e, com base neste fator, tomar sua decisão.

O superintendente de relacionamento com clientes - planejamento, orçamento e gestão do SERPRO, Bruno Vilela, apresentou a proposta formulada e explicou os motivos para o desenvolvimento de um novo sistema de registro, aduzindo que “Depois de pesquisa feita em parceria com a SEMPE, percebemos que o sistema de registro atual não atende às necessidades das Juntas”, disse. Bruno acredita ainda que a tecnologia utilizada está ultrapassada. “Os atuais sistemas são difíceis de evoluir, pois muitas Juntas necessitam de ferramentas periféricas para complementar o processo de registro”, defendeu.

Para ver as apresentações da Oficina, clique nos links a seguir: SINREM-WORSHOP, JUNTAS COMERCIAIS.